Publicitário cria plataforma que lista empresas que incluem pessoas negras em suas campanhas


De acordo com o Instituto Locomotiva de Ricardo Meirelles, até o final de 2017, a comunidade negra brasileira terá movimentado aproximadamente R$ 1,62 trilhões de reais, segundo o site. Com o objetivo de mostrar empresas que se preocupam em praticar a diversidade e incluir pessoas negras em seus anúncios, o publicitário Fábio Amarante, da agência Zaion Criações criou a plataforma Compro ou Não Compro, primeiro site voltado para análise de consumo da comunidade negra no Brasil.

“Quero mostrar nosso poder de decisão e intenção de compra. A plataforma tem o objetivo de organizar nossas demandas e tem três áreas, que são a propaganda, equidade dentro das empresas no quadros executivos e mensuração do conteúdo nos canais de TV”, detalha Amarantes.

Os meios de comunicação podem e devem trabalhar para a inclusão das pessoas negras nas campanhas publicitárias, sem usar dos estereótipos ligados à negritude, como quando até existe a inclusão, mas os papéis são marcados por características de exclusão e desigualdade – fatores que reforçam preconceitos.

“Queremos expandir para mostrar nosso nível de satisfação com tudo os que no impacta. Precisamos trocar experiências sobre nosso poder de consumo e consumir de forma mais consciente e também ensinar as empresas da comunidade que eles têm que ter um espaço bacana. Precisamos rodar todo esse volume monetário que movimentamos anualmente”, finaliza o publicitário.

Iniciativas como essa contribuem para que o público reconheça as empresas que investem na comunidade negra, o que convenhamos, não é nada mais que a obrigação!

Fonte:RAZÕES PARA ACREDITAR

#Publicitário #Publicidade #Campanha

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo